Blog da Flex Interativa

Por Márcio Padula

Um gênio que diz não acreditar em genialidade? Assim é Washington Olivetto, um dos maiores nomes da publicidade brasileira em todos os tempos.

Comecei citando Olivetto, pois acredito em algo que ele não cansa de repetir: os gênios da propaganda, na verdade são aqueles que têm talento e muita, muita, mas muita disciplina.

Especificamente sobre os redatores, tema central deste texto, acredito que a rotina dos que escrevem para publicidade, resumem-se em dois pilares básicos.

O primeiro é muita leitura de tudo, tudo mesmo – de história da arte, passando pelas histórias em quadrinhos até as indefectíveis bulas de remédios.

O segundo pilar é o que deve ser feito com essas referências adquiridas em toda uma vida de leitura: sentar e escrever… escrever, escrever, até encontrar o título certo, a estrutura certa, a mensagem certa, o texto certo.

Criar anúncios, peças publicitárias, não tem muito a ver com inspiração, deixemos isto para os poetas e escritores. O redator não tem amanhã. E se amanhã não “pintar” a inspiração novamente? Por isso, redação publicitária é disciplina.

Publicidade é “ralação”, e aqui cito outro gênio (o da lâmpada), Thomas Edison, para falar sobre ser um gênio: “Genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração”.

E já que este texto partiu para as referências, vai outra para finalizar, do Haruki Murakami, o escritor japonês mais famoso da atualidade, sucesso de vendas, aclamado pela crítica e autor do best-seller “1Q84″.

Ele fala sobre sua rotina para escrever: “Quando estou em ‘modo escrita’ para um romance, eu acordo às 4h e trabalho por cinco ou seis horas. À tarde, corro 10km ou nado 1500m (ou faço os dois). Então, leio um pouco e ouço música. Vou para cama às 21h. Mantenho tal rotina todos os dias, sem variações. A repetição em si se torna a coisa importante; é uma forma de mesmerismo. Eu me automesmerizo para alcançar um estado mental mais profundo”.

Resumindo, a lógica aqui do gênio, fica no vazio. Voltamos, então, para a disciplina, o mais importante para quem escreve.

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *